O discurso científico no reino português na passagem do século XVII para o XVIII, nos manuscritos de Manoel de Azevedo Fortes (1660-1749) (Dulcyene Maria Ribeiro)

Lisboa, 15 de Fevereiro de 2018, 13h
Na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa, sala 1.19 (Edifício VII).
Comunicação proferida no âmbito do ciclo de Conferências CIUHCT.



Sinopse

Na busca por materiais que revelassem pormenores da atuação de Manoel de Azevedo Fortes (1660-1749) na formação dos engenheiros militares e no ensino de Matemática nas aulas que formavam esses engenheiros, objetivo principal da investigação de doutoramento da autora desta comunicação, foram encontrados três manuscritos de Azevedo Fortes, documentos que pertencem ao acervo da Biblioteca da Ajuda (BA), em Lisboa, que até então não constavam nas biografias sobre ele. Com base nos três manuscritos, Discurso philosophico sobre a natureza dos ventos, Discurso philosophico da lux e das cores e Discurso philosophico sobre o fluxo e refluxo do mar, pretende-se traçar considerações sobre quais eram os conhecimentos científicos e como estes estavam sendo difundidos no reino português, no período que se deu de 1706 a 1750. Destacam-se, as reuniões que ocorriam na Academia de Ericeira, academia que foi criada em 1696; a maneira como Azevedo Fortes introduz os assuntos científicos; e os autores referenciados nos manuscritos como Aristóteles, Copérnico, Descartes e Newton.

Sobre a oradora

Dulcyene Maria Ribeiro é pós-doutoranda pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Possui doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo, com estágio (doutorado sanduíche) na Universidade de Lisboa, mestrado em Educação Matemática pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e graduação em Matemática pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). É professora efetiva da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - Unioeste. Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Educação Matemática, atuando principalmente nos seguintes temas: história da matemática, história da educação matemática, história da educação luso-brasileira, educação matemática e Pibid. Foi coordenadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência da Unioeste, de 2013 a 2017.

Poster de divulgação